quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Nascendo os filhos

Dois anos depois mudaram-se para Morro Agudo um bairro de Nova Iguaçú e ali nasceram os outros seis filhos ao qual uma das filhas morreu com três meses de idade.
A menina Sueli era saudavel mas teve uma forte gripe que virou pneumonia e o médico mandou que aplicasse algumas injeções e a noite minha mãe levou-aao farmacêutico que era vizinho acordando-lhe; e sonolento aplicou a injeção errada e chegando em casa minha mãe notou que a menina estava roxa e alguns minutos depois falecia em seus braços. Meu pai pegou então o revolver calibre 38 e saiu em direção a casa do farmaceutico que o atendeu e sabendo do acontecido começou a chorar ele e a familia que assustada contemplavam meu pai com a arma na cabeça do homem.
Conseguindo controlar-se meu pai saiu da casa e foi embora tratar do sepultamento da criança.
E o farmaceutico foi embora do bairro no outro dia.
No ano seguinte nascia Marly, e depois Marilda e finalmente Luisa a caçulinha das meninas e meu pai não se conformava por não ter um filho homem e mandou que fizesse um barquinho com o nome de Ademir inspirado pelo jogador de seu time Vasco da Gama que se chamava Ademir da Guia ,era o nome que daria ao filho que aguardava ansioso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário